Abrace com a alma, ame com atitudes.

Fico inerte diante de tantas notícias que chegam, a cada segundo, nas minhas redes sociais ou via mensagens, a respeito do Coronavírus.

Pensamentos flutuam e, em minha cabeça, passa um filme do cotidiano, trazendo ao presente o passado e me reportando ao futuro.

Reclamávamos de 2019, esperamos ansiosos por 2020 e agora, já ouvi pessoas querendo chegar a 2021.

Não é a mudança de ano que vai exterminar o vírus ou os problemas da nossa vida.

Podemos ser mais sensatos e aproveitar este triste presente para refletirmos mais sobre as nossas atitudes.

Temos conhecimento de que o abraço cura, de que o carinho e afagos são benéficos para o corpo e a alma, mas agora, apareceu o COVID-19…  proibindo o calor humano, afastando fisicamente as pessoas mas, nos dizendo de forma mais severa, que precisamos um do outro, que só com a união e a ajuda de cada pessoa será possível proteger os mais vulneráveis.

Reclamamos tanto de um mundo que se tornou frio, alheio ao amor, mas nem sempre somos capazes de amar sem medida, de acolher ao próximo, de compartilhar a dor do outro, de se importar com o sofrimento alheio.

Muitas vezes não somos capazes de perdoar, deixamos que a arrogância ultrapasse nossos valores, julgamos sem provas, nos aproveitamos da bondade de alguém e somos injustos com nós mesmos.

Quantos já partiram sem se quer se despedir?

Quantos nos procuraram por acreditar em nós e precisar de apenas uma palavra de incentivo? E nós, focados nos nossos próprios interesses, não tivemos tempo para atendê-los?

Quantas vezes, por preconceito, negamos até mesmo a nossa amizade?

Será que precisávamos de uma pandemia para nos tornarmos mais humildes, pra entendermos que somos humanos, pra saber que solidariedade e amor preservam vidas?

Triste ver a terra parar, o mundo chorar.

Triste esse sentimento de impotência, esse lugar de mero espectador, em que não é possível reescrever a história e trazer de volta a vida normal da humanidade.

Negamos a Fé, preferimos não acreditar em Deus, não conhecer o que está escrito na   Bíblia, mas estamos de joelhos e dominados por um vírus.

Que a parada em nosso cotidiano sirva ao menos para refletirmos.

Vamos nos cuidar e respeitar o nosso próximo, não podemos permitir a propagação do coronavírus.

“Abrace com alma, ame com atitudes”

Abrace com a alma, ame com suas atitudes!

1 Comment

  1. Quem sabe um dia sejamos mais próximos e Jesus Cristo que abraçava leprosos e com um sopro vindo da alma e do fundo do coração os curava e tornava fonte de água viva…

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *